Como a empatia e a afetividade podem fazer parte do dia a dia dos alunos de escolas infantis?

Você já percebeu o quão raro está sendo o hábito da empatia? Por mais que pareça besteira para algumas pessoas essa prática traz benefícios pessoais e para as outras pessoas que lhe rodeia. No caso das crianças, essa empatia, ou melhor, a afetividade é necessária para que a mesma aprenda a enfrentar e reconhecer o empecilhos da vida.

A criança precisa aprender a reconhecer o que está sentindo, assim como ver que o outro também passa por momentos e sensações ruins. Em meio a essa fase de compreensão, o adulto deve ser um acompanhador e orientador direto, por isso algumas escolas infantis em Campo Grande – MS estão adotando a prática da empatia em seu conteúdo escolar, para que essa nova geração aprenda a se colocar no lugar do outro.

Além das escolas presenciais, portais educacionais também já dispõem de cursos online voltados para a educação da criança. Portanto, hoje em dia está cada vez mais fácil e acessível investir no conhecimento nessa fase inicial da vida.

Definindo a empatia

A palavra empatia é derivada de empatheia do grego que representa a capacidade de colocar-se no lugar de outra pessoa. Por isso, identificar para as crianças de maneira clara esse posicionamento, pode e vai prepará-la para ser uma pessoa melhor no futuro.

Trazendo a empatia para a realidade escolar

criança de óculos escrevendo na escola

A ideia de trazer o termo e a prática para o dia a dia educacional faz com que todos, incluindo os professores e os pais dos alunos, reflitam e façam a compreensão de tal atitude tão nobre. Os conteúdos a serem ensinados na educação infantil estão sendo desenvolvidos para que a educação que vem de casa e a pedagógica andem lado a lado.

É claro que nem todos os conteúdos a serem ensinados cabe o termo e, quanto a isso, é preciso ter todo cuidado para que as crianças não aprendam de maneira errônea e descontextualizada.

Com esse pensamento, devemos ensinar a empatia de maneira diferente e não confundi-la com conteúdos de contagem e pesquisa, por exemplo. O reconhecimento e a prática da empatia deverão ser feitas de maneira grupal e coletiva favorecendo o ambiente escolar sem que uma ideia errada sobre ele seja criada.

Os tipos de atividades para desenvolver a empatia

Atividades para que os alunos desenvolvam a cooperação, interação e resolução de conflitos são implantadas a cada dia no ambiente educacional. Propostas das mais variáveis são apresentados aos alunos como por exemplo, desenhos, livros, contos e outras atividades que possam estimular seu pensamento perante a afetividade e a empatia.

Como bem sabemos, a escola infantil é um local em que experiências e transformações são feitas. Essas experiências, muitas vezes, são levadas para a vida e dirá muito sobre o adulto que a criança será no futuro. Por isso, o contato com o medo, alegria, vergonha, tristeza, afetividade e até mesmo a própria empatia são necessários para uma maior aprendizagem do aluno.

O exemplo das escolas infantis em Campo Grande – MS devem ser seguidos por diversas outras escolas e implantados diretamente no dia a dia educacional procurando um melhor desenvolvimento de cada aluno. São pequenas atitudes, ainda na infância, que trarão para a sociedade adultos responsáveis, empáticos e afetivos um para com os outros.

Palavras de Machado de Assis que fez Pessoas Refletirem Hans Staden quase foi devorado vivo em Ubatuba Machado de Assis faz chorar com essa Poesia Essa é a melhor poesia de Machado de Assis William Shakespeare: Soneto 9 – “O mundo te lamentará” William Shakespeare: Soneto 14 – “adivinhar o azar ou a sorte” William Shakespeare: Soneto 13 – “Contra o vento impiedoso” William Shakespeare: Soneto 12 – “a noite medonha vem naufragar” William Shakespeare: Soneto 11 – “deixares a juventude” William Shakespeare: Soneto 10 – “Envergonha-te”